Mangá: Chobits ESP.




Olá leitores!
Eu escolhi resenhar Chobits após terminar a coleção porque é uma história fascinante e resenhar mangá por mangá traria muitos Spoilers sem falar que ficaria confuso.  A versão que tenho é um relançamento que a editora fez, por isso o ESP. no título (Especial).



Sinopse
A história apresenta a vida de Hideki Motosuwa, um jovem que encontra no lixo aquilo que mais desejava: uma persocom, um computador pessoal humanoide. Chii, na teoria, é capaz de fazer tudo que seu dono ordenar, e ainda por cima tem a aparência de uma bela jovem. Mas há um mistério por trás dessa aparente perfeição e do fato dela estar largada por aí!

 A história se passa em um mundo onde a tecnologia é muito avançada e computadores e celulares foram substituídos por Persocons (Personal Computer), robôs com forma humana e de tamanhos variados. Os Persocons possuem diversas funções, desde fazer uma ligação e acessar a internet até proporcionar prazer ao seu dono. Hideki é um jovem que vivia em uma fazenda e muda-se para a cidade grande a fim de fazer cursinho para tentar entrar em uma universidade. Ele se encanta por esses robôs, porém sua condição financeira não permite que ele possa adquirir um já que são caros. Até que um dia ele encontra uma Persocon jogada no lixo e decide leva-la para casa.



Opinião
Chobits me encanta já faz muito tempo e esse relançamento foi simplesmente incrível.  É uma história que mesmo com uma parte fantasiosa chega bem perto da nossa realidade com o desenvolvimento de tecnologias mais avançadas e robôs que fazem várias funções.
O que torna incrível este mangá é a reflexão acerca do desenvolvimento da tecnologia, até onde devemos aprimorar? Quais as consequências disto? O mangás mostra o lado bom e o lado ruim desse desenvolvimento em uma história romântica e engraçada, já que a Persocon que Hideki acha foi “resetada” e não sabe fazer nada, nem mesmo falar. Sobra então para o rapaz ter que ensinar tudo para ela.


 “Uma vez eu perdi aquilo que é mais importante. Também tive...uma experiência dolorosa. Uma experiência muito, muito dolorosa, que...me aperta o coração até hoje. ” Vol. 8


 Cada Persocon possui uma programação de inteligência artificial que faz com que ele aja e tenha uma personalidade igual de uma pessoa humana e também permite que eles aprendam de acordo com os gostos dos donos. A história nos mostra pessoas trocando as outras por um Persocon, que são considerados eletrodomésticos, e a reflexão sobre ser errado ou não gostar tanto assim deles, mesmo que não tenham vida.


"Assim como eu encontrei...e passei a gostar dela por ela ser ela...espero que ela encontre em mim...aquilo que só eu posso fazer por eu ser eu...aquilo que não posso fazer por eu ser eu. Espero que ela encontre isso...e que depois... passe a gostar de mim... por eu ser eu mesma. ” Vol. 8

É uma história cativante com dois personagens principais que podemos considerar como inocentes e puros.
A edição nova do mangá está muito bonita e diferencia da primeira por ter as primeiras páginas coloridas e ser maior, portanto possui menos edições.

Vale a pena adiciona-lo aos favoritos. 




| Editora: JBC
| Autor: Clamp
| Nº de edições: 8
| Páginas: 200 aprox.


Nenhum comentário:

Postar um comentário