25º Bienal do Livro de SP


Olá leitores!
Hoje (12/08) acaba a 25º Bienal Internacional do Livro de São Paulo.
Fui no dia 03 e 05 de agosto e vou comentar um pouquinho com vocês.
O primeiro dia foi mais tranquilo comparado com o segundo dia. De manhã a bienal é bem cheia e começa a esvaziar lá pelas 16h. Quem não gosta de muito tumulto e filas recomendo ir de tarde, porém alguns livros em promoção já podem estar esgotados.


A decoração continua lindíssima. Alguns estandes ficaram mais simples e outros capricharam bastante desta vez formando filas enormes para tirar fotos.  O estande que mais gostei foi o do Papel Pólen que tinha várias atividades como descobrir qual o livro da citação e um espaço para ler e descansar.


Foi possível encontrar livros com descontos que iam até 80% e que foram lançados a praticamente pouco tempo, só era necessário paciência para olhar tudo e achar o que desejava. Fui apenas para olhar e acabei fazendo algumas comprinhas por conta disto.


Os corredores ficaram bem maiores e para comer havia várias opções, só que o preço não era tão agradável. 



Achei ela um pouco mais parada. Senti falta de mais interação, lembro que na última bienal vários estandes tinham algum bate-papo (sem ser sessão de autógrafos) ou então brincadeiras e distribuição  Também senti falta de algumas editoras.

de brindes e marcadores, desta vez quase não vi isso, porém posso ter tido azar na escolha dos dias que fui.
A programação estava centrada nas sessões de autógrafos e bate-papo com autores. As senhas online para boa parte destas sessões ajudaram a diminuir o tumulto.
Gostei bastante de visitar a Bienal, foram dois dias bem agradáveis e divertidos.



Você pode conferir mais fotos da bienal clicando na imagem abaixo




Nenhum comentário:

Postar um comentário