Filme: Escape Room


Duração: 1h 39min
Direção: Adam Robitel
Elenco: Taylor Russell McKenzie, Logan Miller, Deborah Ann Woll mais
Gênero: Suspense
Nacionalidades: EUA, África Do Sul
Sinopse: Passando por momentos complicados em suas respectivas vidas, seis estranhos acabam sendo misteriosamente convidados para um experimento inusitado: trancados em uma imersiva sala enigmática cheia de armadilhas, eles ganharão um milhão de dólares caso consigam sair. Mas quando percebem que os perigos são mais letais do que imaginavam, precisam agir rápido para desvendar as pistas que lhes são dadas.
Comentários
Para quem já jogou algum Escape Room já deve saber mais ou menos como o filme se desenrola: várias pessoas em um local procurando pistas para abrir trancas e sair dali. O porém é que estas pessoas podem realmente morrer caso não desvendem os enigmas a tempo.


As cenas são bem apreensivas, tudo acontece de forma rápida e com explicações simples para as perguntas que surgem na mente como: quem fez o jogo, o porque dele, etc. 
Não temos grandes surpresas e reviravoltas. O que te prende no filme são as pistas e detalhes que são dados aos poucos e que nos faz perceber que há algo estranho neste jogo, que os participantes não estão ali por acaso. 
Achei a maioria dos personagens pouco envolventes, com exceção do interpretado por Jay Ellis, que conseguiu me deixar com raiva.
A história dos personagens são mostradas de passagem, como se estivessem ali apenas para dar um sentido a mais para o filme. Para tentar envolver o expectador através dos passados tristes.

Há duas coisas principais que me incomodaram:
O começo do filme, que da um spoiler de quem sobrevive e o final do filme que termina em aberto e nos leva a chegar em duas conclusões: o filme terá uma continuação e caso não tenha, quem sobreviveu morre depois.

Conclusão: não é um filme bom, mas também não é um filme ruim. 
As cenas estão legais e você fica curioso sobre as próximas salas e cada "puzzle" que virá, porém no final fica a sensação de que o filme poderia ter sido melhor. 
Também é possível compara-lo com vários outros filmes do gênero. 

Trailer




Um comentário:

  1. Oi Fabi
    Ainda não assisti o filme, mas pretendo, apesar de não ser muito bom (pelo jeito).
    Que pena que não construíram personagens e uma narrativa mais interessante, pois eu achei a premissa do filme muito bacana. Tinha potencial, na minha opinião.

    Beijos!!
    ABOBRINHA COM CHOCOLATE

    ResponderExcluir